Ewé Ebora Ode – Ervas do ancestral Ode.

“Ewé Alékesì” – Erva São-gonçalinho – Também chamada de guaçatonga, chá-de-bugre, cafezeiro do mato, pau-de-lagarto, folha-miúda, sarna de perro, – Planta da família das Salicáceas – Nativa da América do Sul – Nome científico: Casearia sylvestris. No passado, não tão remoto, era comum vermos as folhas desta planta, espalhas pelo chão das casas de Candomblé, principalmente, as de origem bantu.

“Ewé ìlagbà esin” – Erva Mutamba-preta – Também chamada de erva açoita-cavalo, envireira-do-campo, caa- abeti, ivantiji, ivitinga, ubatinga, uvatinga, ivatinga, cacauei, papeá-guaçu – Planta da família das TiliaceaeNome científico: Luehea grandiflora Mart. – Conhecida por “Flor do cerrado” – Árvore nativa do Brasil, típica do cerrado brasileiro As favas da árvore em questão, são muito procuradas pelos seguidores do Candomblé, que as chamam de “favas de obará”.

“Ewé kóropòn ou ewé pàpó” – Erva Camapu – Também chamada de bate-testa, bucho-de-rã, erva-noiva, camapu, camaru, cerejas de judeu, joá-de-capote, saco-de-bode e tomate largatixa – Planta da família das  Solanaceae Nome científico: Physalis angulataÁrvore nativa da Colombia.

“Ewé Akeri” – Erva Murici-do-campo – Também chamada de murici-do-brejo ou murici-da-praiaPlanta da família das  Malpighiaceae Nome científico: Byrsonima crassifoliaÁrvore nativa do Brasil – Tida pelos Candomblecistas como uma das ervas de maior fundamento do ancestral Ode. Considerado pelos mesmos, como “éèwò” (interdição) dos descendentes de Oxum do sexo masculino.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s